Polícia Militar expulsa cabo condenado por homicídio no interior do Estado

Um cabo foi expulso da Polícia Militar por participação no assassinato de um homem em Campina Grande, no ano 2000. Portaria com a exclusão de Fernando Alves de Melo da Corporação foi publicada na edição desta terça-feira (03) do Diário Oficial do Estado.

Na portaria consta que o cabo não congrega capacidade para permanecer integrando as fileiras da Polícia Militar. Ele foi submetido ao Conselho Disciplina por ter praticado, deliberadamente, conduta que afrontou a honra pessoal, o pundonor e a ética policiais militares, assim como o decoro da classe.

O Conselho apurou os reflexos do envolvimento dele no homicídio praticado contra Célio M. G. da Silva, em agosto de 2000, em Campina Grande. Pelo crime, o militar respondeu à Ação Penal nº 001.2000.022.304-8 que tramitou no 2º Tribunal do Júri da Comarca de Campina Grande, na qual foi condenado à pena de 18 anos e seis meses de reclusão.

Conforme a decisão, os fatos demonstram que o militar agiu intencional e deliberadamente em desacordo com os preceitos disciplinares, morais e éticos da Corporação, tornando-se, assim, “um mau exemplo perante os dignos homens e mulheres desta Corporação”.

Mais PB