Ex-namorado de dona de casa assassinada com tiro na cabeça em Sousa tinha determinação da justiça para não se aproximar da vitima

O popular Geraldo José Soares tinha ordens da justiça para não se aproximar de uma distância inferior a 100 metros da dona de casa Vera Lúcia Xavier, de 47 anos, assassinada por ele na última sexta-feira (29) pela manhã na rua Francisco Antônio de Sousa, no bairro Zu Silva, em Sousa.

De acordo com a delegada Patrícia Forny, a determinação foi imposta pela justiça no dia 8 de fevereiro deste ano devido as ameaças do ex-namorado depois do fim do relacionamento amoroso que durou cerca de sete anos. No entanto, Geraldo José descumpriu a medida protetiva e, de bicicleta, foi a procura de Vera Lúcia que ao chegar em frente a sua casa notou o acusado a sua espera e ainda tentou correr, mas foi alvejada um tiro na cabeça.

Gravemente ferida, a dona de casa ainda foi socorrida ao Hospital Regional pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu e faleceu. O corpo foi encaminhado ao Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (NUMOL) na cidade de Patos, para realização do exame cadavérico.

O acusado até o momento não foi encontrado e a polícia Civil está investigando o caso.

Vera Lúcia foi sepultada neste sábado (30) no Cemitério São João Batista em Sousa em clima de forte comoção.